Mundo

Pré-candidato democrata à presidência dos EUA, Beto O’Rourke defende o aborto pós-nascimento

93Leituras

Um dos pré-candidatos à presidência dos Estados Unidos da América, cuja eleição ocorrerá em 2020, o empresário e político Robert Francis O’Rourke, também conhecido como Beto O’Rourke, defende publicamente o pós-nascimento, um eufemismo para infanticídio, sendo denunciado por internautas. O vídeo chegou até o canal de WebTv Infowars e foi exposto pelo apresentador americano Alex Jones.

Para o democrata Beto O’Rourke, um bebê nasça com complicações que possam levar a uma parada das funções vitais, não deve ser ressuscitado, assim como bebê que sobrevivam a abortos não devem receber atendimento médico e serem deixados para morrer, completando assim o serviço, pós-nascimento. O democrata chega a cogitar na “entrelinhas” que as mulheres detém o direito de decidirem se bebês devem continuar vivos após o nascimento.

Recentemente os barraram uma lei no Congresso que obrigaria os médicos a fornecerem atendimento de urgência a bebê sobreviventes de abortos, o que demonstra que a do infanticídio, chamado pelo eufemismo de pós-nascimento – tentativa de ludibriar os menos atentos -, não é exclusividade de O’Rourke.

Leia também

A ex-presidenciável Hillary Clinton assumiu durante debate com Donald Trump, nas últimas eleições que deram a vitória ao republicano, ser favorável ao aborto até o nono mês de gravidez, posição que acabou formalizada por lei recente do Estado de New York, sancionada pelo governador Andrew Cuomo, também democrata. Algo naturalmente inaceitável em qualquer fase do desenvolvimento, é defendido desde horas antes do parto até depois do nascimento, pela esquerda americana.

Cabe como um alerta a nós brasileiros, pois tudo que os democratas, os esquerdistas dos EUA, inventam, logo mais partidos como PSOL e PT querem implementar no Brasil.

Fonte: Sin7ese

Redação do Jornal Liga Patriótica

Redigido pela Redação do Jornal Liga Patriótica, extraído de diversas fontes

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo