Mundo

Obama e Hillary Clinton chamam cristãos perseguidos e martirizados de “adoradores da Páscoa”

33Leituras

Esquerdistas parecem ter dificuldade em aceitar que cristãos são perseguidos por sua fé ao mesmo tempo que travam uma contra a “islamofobia” ou a simples palavra cristão arde na boca de satanistas?

Os ataques contra cristãos no Sri Lanka no último domingo (21) foi comentado pelos políticos norte-americanos e Barack Obama não como uma perseguição a cristãos, mas sim como um ataque violento.

Eles se recusaram a reconhecer as centenas de vítimas como sendo cristãos, chamando-os apenas de “adoradores da Páscoa”.

“Nesta semana santa para muitos tipos de fé, nós precisamos permanecer unidos contra o ódio e a violência. Estou orando por todos os afetados nestes terríveis ataques contra os adoradores da Páscoa e viajantes no Sri Lanka”, comentou no Twitter.

Leia também

Obama usou a mesma expressão ao escreveu no microblog: “Os ataques contra turistas e adoradores da Páscoa são ataques contra a humanidade. Em um dia devotado ao amor, redenção e renovo, nós oramos pelas vítimas e permanecemos com o povo do Sri Lanka”.

Políticos se negam a aceitar que cristãos sofrem perseguição religiosa ao mesmo tempo que pregam contra a chamada “islamofobia”, termo usado pelos mesmos políticos por conta do ataque a duas mesquitas na Nova Zelândia no mês de março.

Fonte: Gospel Prime

Redação do Jornal Liga Patriótica

Redigido pela Redação do Jornal Liga Patriótica, extraído de diversas fontes

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo