Mundo

Militares se rebelam contra Maduro e Guaidó convoca todas as Forças Armadas

19Leituras

Um grupo de soldados venezuelanos se revoltou nesta terça-feira contra o presidente e em apoio à oposição de Juan Guaidó, que pediu a todas as para se juntarem a este movimento que o governo denunciou como um golpe de Estado.

Ainda de madrugada, Guaidó postou um vídeo com um pequeno grupo de homens uniformizados que, segundo ele, foi gravado em La Carlota, a principal base aérea da Venezuela no leste de Caracas.

Militares usam faixa azul para dizerem que estão ao lado de Guaidó

Guaidó disse em mensagem:

“Hoje, valentes soldados, valentes patriotas, valentes homens apegados à Constituição, responderam ao nosso chamado, nós também viemos ao chamado, nós definitivamente nos encontramos nas ruas da Venezuela”

Leia também

“Foram anos de medo, o medo que hoje é superado. Hoje como presidente encarregado da Venezuela, legítimo comandante-em-chefe das Forças Armadas, peço a todos os soldados (…) que nos acompanhem neste feito no marco da Constituição, dentro da estrutura da luta não violenta “, acrescentou Guaidó.

O chefe do parlamento também apareceu junto com o líder oposicionista Leopoldo Lopez, seu copartidário que disse que foi “libertado” da prisão domiciliar pelos militares que apoiam Guaidó.

“O chamado é aqui neste momento, na base aérea de La Carota, para acompanhar este processo de cessar definitivo da usurpação de poder”, disse o chefe legislativo, que também pediu a seus seguidores que tomem as ruas da Venezuela.

A Colômbia está em contato com os demais membros do para convocar uma reunião de emergência, com o objetivo de apoiar o “retorno da na Venezuela”.

O presidente colombiano, Iván Duque, também pediu aos militares venezuelanos que se unam a Guaidó.

Redação do Jornal Liga Patriótica

Redigido pela Redação do Jornal Liga Patriótica, extraído de diversas fontes

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo