Política

Líderes do Congresso vão votar contra voto impresso auditável, apesar de manifestações épicas

360Leituras

Os presidentes de partidos que se uniram em oposição à proposta do voto impresso auditável que tramita na Câmara dos Deputados afirmaram que as manifestações de domingo em da medida não não tiveram resultado, ou seja, não farão com que a PEC avance.

“Efeito zero. Não muda nada. Estamos seguros de que o voto impresso não é necessário. Confiança total nas urnas eletrônicas – disse Paulinho da Força, do Solidariedade

“No PSD continuamos firmes contra!”, endossou Gilberto Kassab também à Folha.

Leia também

As manifestações pró voto impresso auditável foram registradas em ao menos 25 capitais.

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 135/2019, apresentada pela deputada Bia Kicis (PSL-DF) tem o apoio do presidente Jair Bolsonaro. Os partidos PSDB, MDB, PP, DEM, Solidariedade, PL, PSL, Cidadania, Republicanos, PSD e se uniram para derrubar a PEC já na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

Para barrar o projeto são necessários 18 votos, e os presidentes das siglas garantem 22 votos na CCJ atualmente.

Contribua com o Jornal clicando nos links de publicidade, fazendo este gesto gratuito, você estará contribuindo com a única fonte de renda deste jornal, de quebra nos ajudando a crescer e a oferecer um melhor e mais abrangente serviço de entrega de informação independente. Para contribuições em dinheiro, consulte esta página.

Redação do Jornal Liga Patriótica

Redigido pela Redação do Jornal Liga Patriótica, extraído de diversas fontes

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo