Política

Comandante da Marinha repete frase do Presidente: “Se quer a paz, prepare a guerra!”

250Leituras

O comandante da Marinha Almir Garnier Santos repetiu a declaração do presidente Jair Bolsonaro, desta quinta-feira (2), de que uma não se ganha com flores.

O almirante de esquadra citou a frase “se quer paz, prepare a guerra” para divulgar uma operação da corporação.

“Embarcando no Navio Aeródromo Multipropósito “Atlântico”, acompanhando o da Defesa, para a Operação Poseidon 2021. A operação envolve militares e equipamentos da Marinha, do e da Força Aérea. “Si vis pacis, para bellum” (Se quer paz, prepare a guerra)!”, escreveu o comandante.

A operação aeronaval Poseidon 2021, deflagrada na costa do Rio de Janeiro, conta com o apoio de 830 militares do Exército, da Marinha e da Força Aérea.

Leia também

O exercício militar teve início no dia 28 de agosto e terminará neste sábado (4), com manobras de pouso e decolagem no Navio Aeródromo Multipropósito (NAM) Atlântico.

Além das atividades de pouso, os militares são capacitados através de exercícios de infiltração de mergulhadores de combate, evacuação aeromédica (Evam) de feridos e tiro real alvo à deriva.

O treinamento é uma ação proposta pelo Ministério da Defesa, cujo objetivo é reforçar a integração entre as Forças.

O exercício desta quinta (2) foi acompanhado pelo da Defesa, general Walter Braga Netto, pelo comandante da Marinha, almirante de esquadra Almir Garnier, e pelo almirante de esquadra Petronio Augusto Siqueira de Aguiar, chefe de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa.

Contribua com o Jornal clicando nos links de publicidade, fazendo este gesto gratuito, você estará contribuindo com a única fonte de renda deste jornal, de quebra nos ajudando a crescer e a oferecer um melhor e mais abrangente serviço de entrega de informação independente. Para contribuições em dinheiro, consulte esta página.

Redação do Jornal Liga Patriótica

Redigido pela Redação do Jornal Liga Patriótica, extraído de diversas fontes

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo