Justiça

Barroso critica Bolsonaro em sessão do TSE e finaliza profanando versículo bíblico

326Leituras

O ministro abriu, nesta quinta-feira (9), a sessão virtual do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do qual é presidente, com um discurso em resposta às manifestações do dia 7 de setembro.

Foto: Fernando Frazão/Agência

Barroso, assim como Alexandre de Moraes, foi um dos alvos da insatisfação dos populares que tomaram as ruas do país no Dia da Independência.

Em duro pronunciamento, Barroso afirmou que é “cansativo” ter que “desmentir falsidades”, segundo o ministro.

“Já começa a ficar cansativo no ter que repetidamente desmentir falsidades para que não sejamos dominados pela pós-verdade, pelos fatos alternativos, para que a repetição da mentira não crie a impressão de que ela se tornou verdade. É muito triste o ponto a que chegamos!”, disse, fazendo referência às afirmações do presidente Jair Bolsonaro.

Leia também

O ministro também afirmou que o Brasil está sofrendo com a “vergonha” e o “desprezo mundial” devido à gestão Bolsonaro, que, segundo ele, não tem “compostura”.

Insulto não é argumento. Ofensa não é coragem. A incivilidade é uma derrota do espírito. A falta de compostura nos envergonha perante o mundo. A marca Brasil sofre neste momento. Triste dizer isso, [há] uma desvalorização global. Não é só o real que está desvalorizando. Somos vítima de chacota e de desprezo mundial!”, comentou o presidente do TSE.

E por fim, em tom de deboche e desrespeito às Escrituras, distorcendo o o texto bíblico em João 8:32, proferiu:

“E conhecereis a mentira, e a mentira vos aprisionará!”

Contribua com o Jornal clicando nos links de publicidade, fazendo este gesto gratuito, você estará contribuindo com a única fonte de renda deste jornal, de quebra nos ajudando a crescer e a oferecer um melhor e mais abrangente serviço de entrega de informação independente. Para contribuições em dinheiro, consulte esta página.

Redação do Jornal Liga Patriótica

Redigido pela Redação do Jornal Liga Patriótica, extraído de diversas fontes

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo