Justiça

Alexandre de Moraes manda prender Zé Trovão e Wellington Macedo, caminhoneiro diz não se entregar

282Leituras

O ministro determinou, nesta sexta-feira (3), a prisão do caminhoneiro Marcos Antonio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, e a prisão do jornalista Wellington Macedo, apoiador do presidente Jair Bolsonaro. A prisão foi decretada após pedido feito pela Procuradoria-Geral da República.

O jornalista e o caminhoneiro são investigados em um inquérito que trata do financiamento de supostos atos antidemocráticos.

Wellington Macedo foi preso em um hotel em Brasília. Em nota, a Federal (PF) disse que a medida “tem o objetivo de aprofundar investigações em curso nos autos de inquérito que tramita naquela Corte”.

A medida foi criticada nas redes sociais pela deputada federal Carla Zambelli, que criticou o “ego megalomaníaco” de Moraes.

“O ministro mandou prender Zé Trovão e Wellington Macedo. Vivendo o fim dos tempos. Este homem se julga uma divindade. Cansada de medir palavras com receio de ferir o ego megalomaníaco dele. Suas atitudes ecoarão na história e até parte da esquerda já enxerga a verdade”

Leia também

Zé Trovão não irá se entregar antes do dia 7 de Setembro

O caminhoneiro Marco Antonio Pereira Gomes, o Zé Trovão, decidiu que não se entregará à até o dia 7 de setembro, quando estão previstas grandes manifestações em apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

Zé Trovão é investigado no inquérito que apura a organização de supostos atos antidemocráticos. Ele está em local desconhecido e as autoridades continuam fazendo buscas.

O advogado do caminhoneiro, Levi de Andrade, minimizou o pedido de prisão.

“Tentaram silenciar 10 líderes, mas se esqueceram que existem 10 mil líderes que vão ás ruas no feriado da independência. A decretação da prisão vai insuflar ainda mais os manifestantes!”

Contribua com o Jornal clicando nos links de publicidade, fazendo este gesto gratuito, você estará contribuindo com a única fonte de renda deste jornal, de quebra nos ajudando a crescer e a oferecer um melhor e mais abrangente serviço de entrega de informação independente. Para contribuições em dinheiro, consulte esta página.

Redação do Jornal Liga Patriótica

Redigido pela Redação do Jornal Liga Patriótica, extraído de diversas fontes

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo